Governo do Rio de Janeiro
 

Detran-RJ

Secretaria de Estado da Casa Civil

 
 
 
 

Notícias

01/02/2018 17:07:00

SISTEMA DE IDENTIFICAÇÃO CIVIL DO DETRAN É RESTABELECIDO

Para atender a demanda reprimida, órgão organizará mutirões para emissão de identidade a partir da próxima segunda-feira (05.02)
 
 
O sistema de identificação civil do Detran-RJ voltou ao normal nesta quinta-feira (01.02). A partir desta sexta-feira (02.02), os agendamentos para a marcação dos serviços poderão ser feitos pelo teleatendimento (3460-4040 e 0800-020-4040) e pelo site do órgão – www.detran.rj.gov.br
 
Com a retomada do sistema, os postos de identificação voltarão a atender normalmente. No entanto, o Detran-RJ montará um esquema de mutirão para ampliar a oferta de vagas do serviço. A partir da próxima segunda-feira (05.02), o órgão disponibilizará três pontos para atender as pessoas que precisem retirar a primeira e a segunda via do documento: a sede do departamento e os postos de vistoria da Francisco Bicalho (São Cristóvão) e da Barra da Tijuca.
 
Os mutirões serão realizados diariamente das 9h às 16h e terão a distribuição de senhas. No período do carnaval, de sexta-feira (09.02) até quarta-feira (14.02), não haverá mutirão. O reforço retornará na quinta-feira (15.02) e seguirá até a diminuição da demanda reprimida.
 
Na última segunda-feira (29.01), uma queda de energia, seguida por um superaquecimento, travou o hardware do sistema, o que impossibilitou o acesso ao banco de dados. O Detran-RJ esclarece que o sistema de informações não foi invadido por hackers e que a segurança, em momento algum, esteve comprometida. Todos os órgãos do Estado que utilizam o sistema já estão tendo acesso normalmente ao banco de dados.
 
Como emitir a identidade
 
Para a emissão da carteira de identificação, o cidadão  precisa apresentar certidão original e cópia: nascimento ou casamento.  A certidão precisa ser a emitida mais recentemente. Os pedidos da primeira via da identidade são feitos de forma gratuita. Já os da segunda via precisam de pagamento de DUDA (código 500-2) no valor de R$37,15. Os usuários podem comprovar estado de vulnerabilidade social e conseguir a isenção da taxa.  Os cidadãos que quiserem acrescentar o número do CPF e do PIS ou PASEP devem levar estes documentos originais. Menores de 12 anos só podem realizar o serviço se estiverem acompanhados de seus responsáveis.