Governo do Rio de Janeiro
 

Detran-RJ

Secretaria da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico

 
 
 
 

Notícias

17/05/2018 15:43:00

OPERAÇÃO MAIO AMARELO CHEGA À BAIXADA FLUMINENSE

Via Light, em Nova Iguaçu, ficou amarela com a Operação Maio Amarelo, que chegou pela primeira vez à Baixada Fluminense
 Manoella Mello


A Operação Maio Amarelo chegou à Baixada Fluminense. Nesta quinta-feira (17.05), técnicos da Coordenação de Educação do Detran-RJ e agentes da Lei Seca se mobilizaram para alertar motoristas sobre o alto índice de mortes e feridos nas estradas, a necessidade de aumentar a segurança no trânsito e o risco de misturar álcool com direção. Com apoio de agentes de trânsito da Prefeitura de Nova Iguaçu, foram distribuídos materiais educativos e fitas amarelas para 200 motoristas abordados.
 
Agora, a Operação Maio Amarelo vai subir a serra. Nesta sexta-feira (18.05), as equipes estarão em Nova Friburgo, na avenida Euterpe Friburguense. Ao longo de maio serão realizadas 18 blitzes em diferentes bairros do Rio de Janeiro e cidades do Estado. O objetivo das blitzes educativas é marcar as atividades do Maio Amarelo, período em que ações de alerta sobre mortes no trânsito são realizadas no mundo todo.
 
Na próxima segunda-feira (21.05), será a vez de outra cidade da Baixada Fluminense receber a ação. Os agentes estarão em Duque de Caxias, na Avenida Brigadeiro Lima e Silva (em frente ao Carrefour). Maricá, São Gonçalo, Macaé e Miguel Pereira serão as outras cidades a receberem a Operação Maio Amarelo na próxima semana.
 
Motoristas aprovam ação 
 
O motorista profissional André Luiz Correia da Conceição sentiu no corpo as consequências de misturar álcool e direção. Em setembro de 2013, sofreu um acidente de moto e teve uma lesão grave no cotovelo. “Nunca mais bebi, a pessoa não é um piloto depois que bebe. Tem que alertar para esse risco”,  disse.
 
O contador Diego Ferreira Vieira, 31 anos, usa a moto para se deslocar e parabenizou os agentes e técnicos pela iniciativa. “Acho muito válido. A maioria das pessoas ignora as regras, acha que é supérfluo. E num segundo de distração pode tirar a vida de alguém ou mutilar alguém”, alertou.
 
Para o gráfico Flávio Moscoso, 56 anos, está faltando educação e gentileza no trânsito. “Essa ação é muito importante. A gente vê muita besteira no trânsito. Está faltando educação e gentileza. As pessoas acham que só acontece com os outros”, concluiu.
 
Secretário municipal de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana de Nova Iguaçu, Herval Barros esteve presente na ação e afirmou que o município vem investindo em ações educacionais ao longo do ano. “Elas não devem se limitar apenas à Semana Nacional de Trânsito. Investimos na educação como forma de prevenção”, conta Barros.
 
 
Número de acidentes cai, mas de mortes aumenta
 
Nos últimos anos, o número de acidente está em queda no estado do Rio de Janeiro. Em 2016, foram 26.404 acidentes com vítimas. Em 2017, houve uma queda de 22,2%, com 20.535 acidentes, uma média de 1.711 acidentes por mês. O número total de vítimas também caiu de 38.266 para 31.006, 19%. Também houve queda (20,5%) na quantidade de pessoas feridas: 36.364 para 28.885. 
 
No entanto, o número de mortes no local dos acidentes aumentou 11,5%. Este crescimento comprova que os acidentes estão mais violentos e a imprudência dos motoristas maior. Em 2016, 1.902 pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito, enquanto em 2017 foram 2.121 mortes, uma média de 177 por mês.
 
Nova Iguaçu é campeã no ranking de acidentes na Baixada
 
A cidade de Nova Iguaçu lidera o ranking de acidentes da Baixada Fluminense. Em 2017, foram 980 acidentes em todo município, com 112 vítimas fatais e 1.325 feridos. Comparado a 2016, quando aconteceram 1.252 os números mostram uma queda de 22%. No entanto, o número de mortes cresceu 12%. Por isso, a conscientização na cidade é necessária.
 
No ranking de acidentes da Baixada, depois de Nova Iguaçu aparecem as cidades de Duque de Caxias, com 888 acidentes, São João de Meriti (528), Magé (267), Belford Roxo (259), Mesquita (180), Queimados (180), Nilópolis (143), Guapimirim (98), Japeri (92) e Paracambi (54).
 
Em Nova Iguaçu, a Avenida Abílio Augusto Távora, antiga Estrada de Madureira é a via com o maior número de acidentes: 105. Em seguida aparecem a Via Light (78) e o trecho da BR 116, a Rodovia Presidente Dutra (54).
 
No ranking da Região Metropolitana, Nova Iguaçu aparece em terceiro lugar no número de acidentes.
 
 
Maio Amarelo – Nós somos o trânsito
 
O movimento Maio Amarelo tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo, e é realizado há cinco anos em 27 países dos cinco continentes. Diversas ações coordenadas entre o poder público e sociedade civil acontecem em todo o país e colocam em pauta o tema da segurança no trânsito.
 
Este ano o tema da campanha é “Nós somos o trânsito”. A meta é mostrar que o trânsito é muito mais do que veículos, barulho e congestionamento. O trânsito é feito de pessoas. E são essas pessoas que cometem imprudências e que também são as vítimas dos acidentes.