Governo do Rio de Janeiro
 

Detran-RJ

Secretaria da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico

 
 
 
 

Notícias

21/05/2018 15:55:00

DETRAN PARTICIPA DA CAMINHADA DA PAZ PARA CHAMAR ATENÇÃO PARA O MAIO AMARELO

 Manoella Mello


O Detran participou neste domingo, 20, da CAMINHADA DA PAZ. O evento foi um grande encontro para chamar a atenção da população para a necessitar de se preservar a vida no trânsito e promover a direção defensiva.  
A CAMINHADA DA PAZ é promovida anualmente pelo Movimento Maio Amarelo no Rio de Janeiro e envolve órgãos públicos, entre eles o Detran. Os caminhantes foram pela orla de Copacabana, do posto 2 até o posto 5. A abertura da caminhada foi feita pelo grupo de agentes da Lei Seca e que são cadeirantes em decorrência de acidentes.
O tema da campanha este ano foi “Nós Somos o Trânsito”, cujo objetivo era mostrar que todo cidadão é responsável pela paz no trânsito e precisa utilizar a direção defensiva como forma de evitar acidentes trágicos, ferimentos graves e perda de vidas. Pedestres, ciclistas e, principalmente, os motoristas precisam conviver em harmonia, respeitando as fragilidades de cada um e evitando que mortes e ferimentos graves no trânsito continuem acontecendo em níveis preocupantes.

Número de acidentes cai, mas de mortes aumenta
 
Nos últimos anos, o número de acidentes vem caindo no estado do Rio de Janeiro. As campanhas de conscientização como o Maio Amarelo são fatores importantes para esse fenômeno, assim como o endurecimento da legislação preventiva e as blitzes.  Em 2016, foram 26.404 acidentes com vítimas. Em 2017, houve uma queda de 22,2%, com 20.535 acidentes, uma média de 1.711 acidentes por mês. O número total de vítimas também caiu de 38.266 para 31.006, 19%. Foi ainda registrada queda (20,5%) na quantidade de pessoas feridas: 36.364 para 28.885. 
 
No entanto, o número de mortes no local dos acidentes aumentou 11,5%. O crescimento comprova que as ocorrências estão mais violentas e a imprudência dos motoristas maior. Em 2016, 1.902 pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito, enquanto em 2017 foram 2.121 mortes, uma média de 177 por mês.
 
 
 Manoella Mello