Governo do Rio de Janeiro
 

Detran-RJ

Secretaria da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico

 
 
 
 

Notícias

29/05/2018 17:52:00

OPERAÇÃO MAIO AMARELO VOLTA À CAPITAL

Ação foi na Tijuca e os técnicos do Detran alertaram motoristas, ciclistas e pedestres sobre as principais causas de acidentes
 

 

 Manoella Mello

 

A Operação Maio Amarelo voltou à Capital nesta terça-feira (29.05) e coloriu a Tijuca de amarelo, com a realização de uma blitz educativa na Rua Heitor Beltrão, uma das principais vias do bairro. A ação é mais uma blitz educativa promovida para marcar as atividades do Maio Amarelo, período em que ações de alerta sobre o alto índice de mortes e feridos no trânsito são realizadas no mundo todo.
 
As equipes da Coordenadoria Geral de Educação para o Trânsito do Detran-RJ abordaram 200 motoristas, ciclistas e pedestres para alertar sobre as principais causas das colisões e repassar dicas de segurança para evitar esses acidentes, como uso de cinto de segurança, respeitar a distância de segurança para o veículo da frente.   Até agora, foram realizadas 14 ações educativas, atingindo cerca de quatro mil pessoas.
 
Os técnicos também alertaram sobre duas combinações perigosas e que não acabam bem: a do álcool com a direção e a do celular com o volante. O uso do celular- ainda que apenas para a leitura de mensagens - causa distração e vem se destacando como causa frequente de acidente.
 
Aprovação 
 
Os motoristas e motociclistas abordados apoiaram a ação dos técnicos. A bancária Mary Ellen Santos, 25 anos, conta que faz questão de seguir as regras de segurança. Ela usa cinto de segurança e a cadeirinha sempre está no carro quando transporta a sobrinha: - Tive amigos que sofreram acidentes e estavam sem cinto ou sem capacete. Só quando a gente sente essa dor que passa a valorizar. Prezo muito pela segurança, pois eu sigo as regras, mas o outro motorista pode não seguir e provocar um acidente que me atinja. O Detran está de parabéns pela campanha – avaliou.
 
O assistente administrativo Erick dos Santos, de 32 anos, alerta para a imprudência no trânsito e para a importância de conscientizar as pessoas, principalmente sobre os riscos do celular: - Eu estaciono para atender, pois sei que não há como ter atenção quando está usando o celular. Vejo os outros motoristas quase batendo no meu carro por causa do celular, então eu prefiro estacionar para não bater em ninguém – completou.
 
Maio Amarelo – Nós somos o trânsito
 
O movimento Maio Amarelo tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo, e é realizado há cinco anos em 27 países dos cinco continentes. Diversas ações coordenadas entre o poder público e sociedade civil acontecem em todo o país e colocam em pauta o tema da segurança no trânsito.
 
Este ano o tema da campanha é “Nós somos o trânsito”. A meta é mostrar que o trânsito é muito mais do que veículos, barulho e congestionamento. O trânsito é feito de pessoas. E são essas pessoas que cometem imprudências e que também são as vítimas dos acidentes.
 
Número de acidentes cai, mas de mortes aumenta
 
Nos últimos anos, o número de acidente está em queda no estado do Rio de Janeiro. Em 2016, foram 26.404 acidentes com vítimas. Em 2017, houve uma queda de 22,2%, com 20.535 acidentes, uma média de 1.711 acidentes por mês. O número total de vítimas também caiu de 38.266 para 31.006, 19%. Também houve queda (20,5%) na quantidade de pessoas feridas: 36.364 para 28.885. 
 
No entanto, o número de mortes no local dos acidentes aumentou 11,5%. Este crescimento comprova que os acidentes estão mais violentos e a imprudência dos motoristas maior. Em 2016, 1.902 pessoas perderam a vida em acidentes de trânsito, enquanto em 2017 foram 2.121 mortes, uma média de 177 por mês.