Governo do Rio de Janeiro
 

Detran-RJ

Campanha Novembro Azul

Secretaria da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico

 
 
 
 

Notícias

01/11/2018 18:36:00

CAMPANHA NOVEMBRO AZUL: PREVENÇÃO AO CÂNCER DE PRÓSTATA

 Alexandre Simonini


Depois do Outubro Rosa, campanha de prevenção ao câncer de mama, chegou a hora do Novembro Azul, campanha de conscientização sobre o câncer de próstata. A partir de hoje (01/11), o Detran vai iluminar de azul a sua sede na Presidente Vargas para lembrar a importância do diagnóstico precoce da doença.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a cada hora, sete homens recebem o diagnóstico de câncer de próstata no Brasil e as estimativas são de 68.220 casos em 2018. O tumor mais incidente no homem (excluindo-se o câncer de pele não melanoma) ainda mata cerca de 20% dos pacientes.

O movimento Novembro Azul teve início na Austrália, em 2003, no Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata (17 de novembro). De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de próstata é o segundo tipo mais comum da doença entre os homens no país — perdendo apenas para o de pele — e o sexto no planeta, representando 10% do total de casos. Por atingir mais os homens acima de 65 anos, é considerado um mal de terceira idade. No entanto, o maior desafio é cultural: convencê-los da importância do exame preventivo, que ainda hoje é um tabu masculino.

Recomenda-se que a prevenção passe a ser feita a partir dos 45 anos se houver risco elevado para o surgimento do câncer, sobretudo quando existe histórico familiar. Se não, o homem deve ir ao urologista anualmente a partir dos 50 anos para realizar os exames de toque e de PSA — principais formas para detectar a doença precocemente, quando as chances de cura são maiores e os tratamentos, menos invasivos.

O exame de toque dura só dez segundos e visa a analisar a consistência e o tamanho da próstata e se existem lesões palpáveis através do reto. Aos mais receosos, a consulta ao urologista é uma boa oportunidade para tirar dúvidas e quebrar o preconceito em relação ao exame.
 
Lembre-se que a detecção precoce pode salvar a sua vida!
O Detran-RJ apoia todas as campanhas a favor da vida.