Governo do Rio de Janeiro
 

Detran-RJ

Secretaria de Estado da Casa Civil

 
 
 
 

Notícias

20/03/2017 16:53:00

DETRAN FESTEJA 8 ANOS DA OPERAÇÃO LEI SECA COM MISSA NA IGREJA DA CANDELÁRIA

 Sebastião Gomes

Agentes da Operação Lei Seca lotam a Igreja da Candelária para a missa da ação de graças

A Operação Lei Seca completou ontem oito anos com uma redução de 43% na quantidade de motoristas embriagados ao volante e de 28% na taxa de mortos nas ruas e estradas do Rio de Janeiro, segundo dados do “Dossiê Trânsito 2016”, elaborado pelo Detran e pelo Instituto de Segurança Pública. Tais resultados foram comemorados nesta segunda-feira (20) com uma missa de ação de graças na Igreja da Candelária, no Rio.
 
— O cidadão fluminense já abraçou a Operação Lei Seca há muito tempo. Não há preço que pague um projeto como esse, que salva vidas diariamente e reforça o direito de ir e vir ao garantir mais segurança nas ruas. Esta ideia foi validada pela sociedade e estamos focados em ampliar a participação do Detran para oferecermos ainda mais qualidade de vida para a população — afirmou o presidente do Detran, Vinicius Farah.
 Sebastião Gomes

Vinicius Farah agradece ao empenho dos agentes na Operação Lei Seca

Autor da Lei Seca (11.705/2008), o deputado federal Hugo Leal (PSB-RJ) enfatizou o pioneirismo do Rio de Janeiro, primeiro estado a transformar em política pública o combate à mistura entre álcool e direção.
 
— O Rio de Janeiro foi pioneiro nessa área, com uma ação que segue a lógica da Organização Mundial de Saúde, fazendo com que esta questão saia do âmbito policial para o social — explicou o parlamentar, ex-presidente do departamento.
 
— A Lei Seca vem promovendo uma mudança significativa em relação ao trânsito. Essa percepção é confirmada pela preservação de vidas em todo o estado ao longo de oito anos. O Rio de Janeiro apresentou redução de 43% no número de motoristas flagrados embriagados nas nossas blitzes, o que indica que o cidadão começou a mudar seus hábitos e comportamentos — conta o coordenador geral da operação, tenente-coronel Marco Andrade.
 
 Sebastião Gomes

O presidente Vinicius Farah e o vice André Mônica (segundo da esquerda para a direita) entre os integrantes do Coral Canta Detran

Durante a homilia, o padre Renato Martins comparou os agentes da Operação Lei Seca a São José — cujo dia também foi comemorado ontem —, mostrando a importância de seu papel para a preservação de vidas no trânsito:
 
— Hoje, é um momento de olharmos para a imagem de São José, um homem trabalhador que assumiu a missão de guardar uma família, de salvar suas vidas. Mesmo não sendo uma pessoa de sua família, vocês sabem que devem guardá-la, como anjos, protegendo suas vidas.
 
A missa teve a participação do Coral Canta Detran e foi assistida por cerca de 250 pessoas, entre elas o vice-presidente do Detran, André Mônica; o corregedor do órgão, Marcus Drucker; o presidente do Conselho Estadual de Trânsito, Antônio Sérgio Damasceno; o coordenador de educação do Detran, João Antônio Barros; e representantes da Casa Civil, da Polícia Civil, da Operação Segurança Presente e da Guarda Municipal.